sexta-feira, 18 de maio de 2007

Era uma vez o IRC brasileiro.

O IRC é um sistema on-line de troca de mensagens textuais, pelo qual vários usuários podem conversar ao mesmo tempo. Nasceu em 1988, na Finlândia, e foi muito utilizado pelo meio acadêmico para comunicação entre pesquisadores e estudantes. Seu primeiro momento de fama internacional foi em 1991, durante a Guerra do Golfo Pérsico, quando pessoas de todo o mundo se reuniram em um canal para ler os últimos relatos e trocar informações. Teve o mesmo uso durante o golpe contra Boris Yeltsin, em 1993, e em outras datas especiais como grandes terremotos e Copas do Mundo.

Conheci a Internet em 1995, com acesso via RENPAC. Naquela época não existia Google e a principal forma de navegação era feita por documentos indexados em Gopher. A ferramenta de busca chamava-se Veronica (Very Easy Rodent-Oriented Net-wide Index to Computerized Archives).

Outro recurso muito utilizado naquela época eram as BBS (Bulletin Board System) e foi justamente por meio de uma, a jacare.ufpa.br, que conheci o IRC. Nela, havia uma porta de acesso ao canal #brasil que ficava na EFNET. Na primeira vez foi difícil acreditar que cada nick ali conversando era uma pessoa e que elas estavam nos mais diversos lugares do mundo. Conheci pessoas incríveis e ainda hoje tenho contato com várias delas.

Em 1996, teve início a era comercial da Internet no Brasil. Muitos provedores nasceram e a maioria apoiou o nascimento do IRC cedendo máquinas onde os servidores rodavam. Lembro que a primeira rede foi criada e organizada pelo Jan (kanopus) e pelo XShadow. Participei desta rede no início e logo percebi que os poderes ilimitados que os ircadmins e os ircops possuíam eram constantemente usados de forma abusiva. Tal comportamento afugentaria os usuários comuns e impediria o crescimento maduro do IRC. Como não consegui mudar esta mentalidade, saí e criei a BrasNET.

Com apenas dois servidores (americasnet e tvfilme) e um grupo de amigos, que ainda hoje são amigos, a BrasNET foi criada com o objetivo de manter um ambiente saudável de bate-papo, entre brasileiros, com qualidade e onde não houvesse abusos por parte dos que cuidavam da rede e seus servidores. Vários provedores aprovaram esta proposta se associando à nossa rede e a quantidade de usuários foi crescendo de forma exponencial. Conhecidos que estavam distantes se comunicavam de forma fácil, assim como amizades e famílias foram formadas entre pessoas que nunca se conheceriam se não fosse pela BrasNET.

Durante os anos, tal crescimento trouxe felicidade e satisfação tanto para os que cuidavam dos recursos quanto para os usuários que se beneficiavam destes. O ponto máximo da rede se deu em 2003, quando mais de 60 mil pessoas conversavam simultâneamente na estrutura mantida por parceiros como Telemar, BrasilTelecom, Unisys, Interdotnet, Mandic e outros grandes provedores brasileiros de abrangência regional. Presenciei e combati diversos tipos de crimes via internet visando manter um ambiente saudável. Com sucesso, chegamos a ser a oitava maior rede IRC do mundo, sendo a maior ligada a um país e língua.

Tamanho sucesso gerou inveja e frustração em algumas pessoas que resolveram promover ataques à rede e seus parceiros. Os técnicos de segurança das empresas parceiras nunca trabalharam tanto para garantir a continuidade dos serviços e bloquear tais ataques. Infelizmente os ataques eram fortes o suficiente para derrubar provedores e regiões inteiras, o que as levou a desistir de apoiar o IRC brasileiro. Atitude justa e esperada, pois tais ataques prejudicavam os demais serviços dos provedores.

Para manter o IRC funcionando a solução foi contratar servidores no exterior que tivessem capacidade de bloquear os ataques. Com isso o IRC brasileiro passou a ser hospedado exclusivamente no exterior.

Nessa época, além dos problemas dos ataques, tivemos o surgimento do Orkut e a ampliação do MSN mantidos pelos gigantes da Internet no mundo, Google e Microsoft. Como o IRC é mantido por pessoas comuns, é fácil causar instabilidade nele. Tal instabilidade fez com que as pessoas fossem desistindo do IRC. De outro lado, a nova geração já vem nascendo plugada ao MSN e ao Orkut.

Mesmo com a queda na quantidade de usuários e com os ataques que levaram à desistência dos parceiros brasileiros, continuei mantendo a rede com os mesmos objetivos que me levaram a criá-la. Infelizmente aquelas pessoas que atacavam os parceiros brasileiros no início dos anos 2000 também não desistiram de atacar o IRC brasileiro. Atualmente esses ataques estão tão fortes que nem mesmo os datacenters americanos especializados conseguem bloqueá-los eficientemente.

Ficamos, então, em um beco sem saída. Não é mais possível manter o IRC brasileiro nem no Brasil nem no exterior. Pode até surgir um datacenter capaz de resistir aos ataques de hoje. Mas e os que virão amanhã? É muito desgaste para pouco benefício. Dessa forma a BrasNET continuará existindo com seus direcionamentos de e-mails, urls e jabber, porém não vale mais a pena trabalhar com IRC. De qualquer forma estou satisfeito com esses 11 anos de trabalho e agradeço a todos os usuários, parceiros e colaboradores que contribuíram de alguma forma para o sucesso desta empreitada.

Quem quiser deixar depoimentos, contar histórias e casos que aconteceram nesses 11 anos, é só enviar para meu email que publicarei aqui no site.

Abraços a todos,
Mauritz.



Perguntas frequentes

P: Não haverá mais nenhuma novidade na BrasNET a partir de agora?
R: Não sei. Havendo programador e designer interessados, poderemos desenvolver alguns dos projetos WEB que estão parados.

P: E os colaboradores que possuem créditos não utilizados?
R: Assim que a turbulência passar, irei apresentar formas para uso e devolução dos créditos disponíveis.

P: E o irc.brasnet.org apontado pra EFNET?
R: Nada mais lógico que o IRC brasileiro morrer onde nasceu.

P: É sua decisão final? Não aceita propostas?
R: Sim, mas propostas podem ser enviadas para meu email.

558 comentários:

1 – 200 de 558   Recentes›   Mais recentes»
Luciana Mendes disse...

Olá Mauritz.

Quase chorei com a história.
Entro no IRC desde o início da criação dele.
Ler o seu relato fez passar um filme na minha cabeça.
Queria expressar a você a minha admiração por tanto tempo de dedicação.
Meu total apoio à sua decisão.
Eu sempre dizia que a brasnet era a única rede que não iria acabar tão cedo e, apesar do ocorrido, acredito que tenha sido no momento certo.
Fiz muitos amigos, amores, até alguns inimigos (vida de op não era fácil rsrs) e não me arrependo de nada.
Agradeço a você a oportunidade de me fazer viver grandes momentos da minha vida através da Brasnet.
Não costumo ser tão emotiva, mas é impossível não soltar uma lágrima de tristeza e saudosismo.
Desejo muito sucesso a você e, apesar de nunca termos nos conhecido, saiba tem uma pessoa aqui que sempre lembrará de você com muito orgulho.
Seja feliz.
E viva a Brasnet.

Luciana Mendes
op do #belem Brasnet desde 2004

Thiago; JavierOwen.. disse...

Nossa ave nossa ;/
Espero que esses atacantes faleçam

Claudir disse...

Sou o @COMPITO e nao sei nem o que dizer, no momento agora é lamentar e guardar na lembrança os momentos felizes que o Irc proporcionou a mim e a meus amigos, e agradecer ao Mauritz pelo empenho e dedicaçao durante esses 11 anos, aquele abraço por hora...

Danilo disse...

vlw por quase 10 anos meus na rede =P
axo q o mirc brasil acabo..
+ vlw msm por seu trblho e td d+
:**

abraçao stork
sempre na brasnet >)

kazuki disse...

Mauritz, me sinto sem palavras para expresar minha angustia perante o fim de uma grande jornada.
Foi um longo caminho, com muito suor derramado e muitas batalhas ganhas.
Mas, vejo que agora, não há como voltar atras, apenas o que nos resta é deixar para a "nova geração" escrever os novos caminhos disto que uma vez noz fomos pioneiros.
Saiba que guardo um grande respeito há voce e toda equipe, foram realmente bons anos de existencia.
Que a lenda da BRASnet continue em nossas mentes, "Para se tornar imortal basta fazer uma coisa notável" nós já o fizemos.

Kazuki, usuário e grande admirador da rede BRASnet, ou o que foi algum dia.

Julio César disse...

conheci a brasnet e vivi durante 2 anos nela, eu vi a brasnet morrer na minha frente, terei muitas saudades das grandes amizades que eu conquistei nesses dois anos...
Esta sendo muito dificil ter que aceitar a "morte" da brasnet =|
mais como na vida tem seu inicio, meio e fim, chegou o fim da brasnet!
Saudades dos tempos de brasnet, um grande abraço para as amizades que conquistei, pelas qual jamais esquecerei, e tambem deixo um grande abraço para o Mauritz, e obrigado por tudo que voce tem feito por nos!!!!!
By: n3wn4z1st4

Leonardo disse...

Pena que acabou kra...
Curtia muito a BRASnet.

Vi o tempo de gloria em que todos os canais eram lotados e a galera se comunicava e fazia amizades.

Fiz amizades muitas amizades desde pessoas que me ajudavam com meus trabalhos desenvolvidos na empresa onde trabalho a pessoas que fazem parte da minha vida hj em dia.

Uma grande familia se formo ali.

Pra min a BRASnet vai ser eterna.
E se chegar a voltar com o trabalho de vc's terei o grande prazer de ser um dos usuarios que vai voltar a usar o serviço de vc's com o unico proposito de conversar com os meus amigos...

Abração Mauritz.
Pena que acabou.

bY Swat_

O postador disse...

Uma Pena Mauritz...

Sou um dos antigos de IRC, comecei a acessar por volta de 1997 e fui operador de alguns canais. Devo a Brasnet algumas amizades que duram até hoje.
Estava afastado do IRC por causa dos compromissos que aparecem quando a gente fica mais responsável, mas de vez em quando eu acessava e matava a saudade.
HOje, dia 20 de maio de 2007, um amigo que continuava a acessar e a rede me informou dessa "morte" da Brasnet.
Tenho saudade dos IRContros que a minha turma do #Meier fazia no shopping, dos churrascos e festas. Sinto que peguei a melhor fase do IRC, quando as pessoas estavam lá apenas pra se conhecer e formar amizades. Lamento muito o fim da Brasnet. É como perder parte de seu passado. Parte de sua identidade. Espero que algum dia as pessoas entendam que é muito mais fácil fazer coisas boas e ser eternamente lembrado do que destruir obras alheias por não ter tido a idéia antes.
Boa sorte Mauritz, encontre algo tão bom quanto a Brasnet foi para você por durante esses 11 anos de história.
História que lembrarei para sempre como uma parte muito boa de minha vida.
Marcio_RJ-

Anônimo disse...

é uma pena que tenha acabado :(

Ettore disse...

Grande Mauritz!

Sinto muito pelo ocorrido, pois passei alguns anos no IRC da Brasnet também trabalhando contra os lammers.

A vitória foi sua, sem dúvida, nestes 11 anos!

Parabéns pelo seu trabalho!
ZORRO

Luck disse...

como frequentador desde 2000, tanto da extinta brasirc.net como da brasnet.org, presenciei o fim das duas redes, e pelo mesmo motivo.
no irc conheci 98% dos meus amigos, sem exageros, e amigos que continuam na minha vida até hoje.
só tenho a agradecer a essas duas redes que frequentei por anos, e fico triste por ver o irc brasileiro acabar dessa forma.

abraços

luciano_rj

Guilherm-e disse...

triste ;x

Paulo Victor disse...

nao acredito que a brasnet acabou... acessava desde 98... puts... ainda hoje tirava duvida em alguns canais do mIRC... foda saber que tem gente sem ter o que fazer e prejudicar uma rede do tamanho que era a brasnet... uma pena...

Anônimo disse...

Estou orfão do IRC ;/... Passei boas horas falando besteiras por lá, aprendendo vários coisas e fazendo amigos.

Agora que tô sem anda para fazer estou em busca de novos projeto e onde investir meu dinheirinho.

xadai disse...

Triste, muito triste. O IRC foi onde eu comecei meu "vício" na internet, passava horas e horas nos finais de semana (internet discada) procurando canais interessantes, baixando minhas primeiras mp3, tentando achar pessoas com gosto parecido. Hoje em dia todo mundo migrou para o m